Ben Fulford "Gagsters do FED" + "Esforço Combinado"

15/01/2016 00:09

 

“Os Gangsters do FED”



Benjamin Fulford - 15.12.2015

 
Governo canadense contempla o envio de tropas para

Washington DC para prender os gangsteres do FED
 
 
O governo canadense recentemente eleito, liderado por Justin Trudeau, foi aconselhado a enviar tropas para Washington DC e a Nova York, a fim de libertar o povo norte-americano dos oligarcas fascistas, que tomaram o poder com um “golpe de estado ilegal”, na sequência do ataque de falsa bandeira de 11 de setembro de 2001.
A sugestão foi feita pela Sociedade do Dragão Branco, na seguinte mensagem enviada a Trudeau, em 14 dezembro de 2015:
"A Sociedade do Dragão Branco está oferecendo pleno apoio a Justin Trudeau se ele ordenar ao exército canadense para marchar sobre Washington DC e Nova York, a fim de prender os criminosos responsáveis pelas invasões ilegais e assassinatos em massa".Como disse Alexandre, o Grande, "a sorte favorece os audazes". Trudeau (canadá)  pode muito bem dirigir uma “nação do arco-íris feliz” e discutir coisas como "questões de gênero" ou, pode tomar o destino do planeta e libertá-lo pelos chifres, libertando o povo norte-americano.
Na mensagem da SDB para Trudeau, também se lê:
"Prometemos o apoio da Europa, do Pentágono e da aliança BRICS, se Trudeau ajudar a livrar o mundo dos atores desonestos e não estatais estabelecidos nos EUA." Altos funcionários do Pentágono, dizem que irão cooperar com o exército canadense, caso eles se movam sobre essas duas cidades, com o intuito de prender os criminosos lá baseados.
Também, estão dispostos a contemplar a integração dos Estados Unidos com os Estados Unidos do Canadá, se tal movimento for apoiado pelo povo, numa votação justa.
Fontes da SDB dizem que a facção da realeza europeia/família Rothschild, que tem o controle de fato da Europa, também apoiam a SDB, segundo (disse) o enviado especial, que se reuniu com representantes da SDB, em Tóquio, na semana passada.
Enquanto isso, na semana passada, Israel, o país controlado pela máfia khazariana, enviou seu presidente, Reuven Rivlen para se reunir com o porta-voz do governo corporativo de Barack Obama.
Na reunião, Rivlen pediu que o regime norte-americano fornecesse a Israel, armas pelo valor (equivalente a um gasto de 10 anos).
Foi-lhe dito "não", da mesma forma que foi dito ao seu chefe criminoso de guerra, Benyamin Netanyahu, em novembro.
O fato de que o envolvimento israelense com o ISIL e no roubo de petróleo do Oriente Médio, agora está bem conhecido entre as agências militares e de inteligência de todo o mundo, significando que regimes delinquentes, no Oriente Médio, não contam mais com  apoio de estados, exceto Arábia Saudita e Turquia.
Esse pedido desesperado por armas aos EUA chegou enquanto a guerra contra a aliança, composta pelos: exército mercenário nazista, Arábia Saudita, Israel e Turquia, no Oriente Médio está se intensificando.
Nessa frente, fontes do Pentágono disseram que a Rússia, na semana passada, lançou mísseis de cruzeiro, pela segunda vez nos últimos dias.
O lançamento foi concebido, como um aviso para que a Turquia, Israel e "ISIL, na Líbia", que os russos estavam prontos para usar armas nucleares, se necessário, para parar com o roubo contínuo de petróleo por esses atores desonestos.
Quando o presidente russo, Vladimir Putin recentemente disse que "esperava que armas nucleares não fossem necessárias para lutar contra os terroristas", estava se referindo a seus patrocinadores estatais: Israel, Turquia e Arábia Saudita.
Os russos também têm "ordens permanentes para afundar submarinos turcos e israelenses", disseram fontes do Pentágono.
Tenham em conta que, tanto as forças aéreas turca, bem como a israelense, estão aterradas e suas marinhas bloqueadas.
O regime da Arábia Saudita poderá, muito bem, entrar em colapso antes de surgir qualquer necessidade do uso de armas nucleares.
Os últimos relatórios de notícias iranianas, afirmam que as tropas iemenitas "lançaram um ataque contra a base militar de al-Sidrah, no distrito Wazi'iyah de Ta'izz."
Se isso for verdade, então as tropas iemenitas estão agora a curta distância da capital política saudita de Riyadh e da capital religiosa Meca.
Não admira que diversos príncipes estejam esvaziando suas contas bancárias e fugindo do país.
Nos Estados Unidos, o controle da máfia khazariana também está desmoronando.
Agora isto pode ser visto na mídia corporativa, como demonstrado no fato da CNN,  de Ashleigh Banfield, ter noticiado na manhã de terça- feira que, "durante o período de 1980 a 1985, foram relatados 18 ataques terroristas cometidos nos Estados Unidos por judeus, sendo 15 deles cometidos pela Liga de Defesa Judaica".
"O chefe da liga de Defesa Judaica estava na prisão à espera de julgamento... acusado de tentar explodir uma mesquita em Culver City e o escritório de Darrel Issa, um árabe-americano, congressista dos EUA".
É evidente que a mídia corporativa finalmente está percebendo que deve começar a relatar a verdade ou então se extinguir.
A eleição presidencial dos EUA também não está indo de acordo como os escritos da cabala negra.
Os Rothschilds querem que sua candidata escolhida a dedo, Hillary Clinton tome posse como presidente do governo corporativo dos EUA no próximo ano, mas que parece cada vez mais improvável, na medida em que ela enfrenta acusações criminais.
Jeb Bush, o candidato da eterna facção "guerra contra o terror" da cabala escura, já está fora da imagem presidencial e, também, estará em breve na cadeia.
Enquanto isso, o principal candidato republicano, Donald Trump, cancelou sua viagem a Israel, porque "ele sabe que Israel atacou a América em 11/09 com armas nucleares", dizem fontes da CIA.
Por outro lado, o Pentágono convocou o porta-voz do governo corporativo Barack Obama, para em 14 de dezembro, deixar claro que deve se opor ao plano do senador mafioso khazariano John McCain, para enviar 100.000 soldados norte-americanos ao Iraque, para apoderar-se do petróleo e lutar contra a Rússia.
Agora, os oligarcas mafiosos  khazarianos estão sob ataque em muitos países.
Nos EUA, uma tentativa de Dick Cheney de fundir sua Halliburton com a “Backer Hughes”, de James, está sendo bloqueada por preocupações antitruste.
O mesmo, se pode dizer de uma tentativa de conspiração para fundir a Dow com a Dupont, para criar um "duopólio  químico de semente OGM" com a Monsanto.
A principal fonte de poder da mafia khazariana, o Federal Reserve Board, teve suas operações apreendidas nos EUA pelo Pentágono.
Agora, o FED foi processado por uma fraude de trilhões de dólares, graças a um denunciante de dentro do FED num esforço para recuperar o dinheiro roubado do governo norte-americano...
Enquanto isso, a família Rockefeller permanece na retaguarda.
A companhia petroleira Exxon Mobil Rockefeller, está sendo sondada pelo Ministério Público de Nova York, por promover mentiras sobre as alterações climáticas.
Um esforço por parte da General Electric, controlada por Rockefeller para vender sua divisão de eletrodomésticos Electrolux, também está sendo bloqueado.
Os Rockefellers também foram obrigados a sair do Japão.
Já venderam suas operações do Citibank e fecharam as suas operações petroleiras da Exxon Mobil, como parte de uma retirada geral daquele país.
Além disso, fiscais chineses estão fechando o cerco sobre o magnata do jogo de Macau, Sheldon Adelson, que é considerado o principal agente khazariano no controle da facção republicana da farsa política khazariana em Washington DC.
Por sua vez, na Europa, a marionete dos Rothschild - Mikhail Khodorkovsky -  foi acusado de assassinato...
... enquanto outra marionete Rothschild - o ex-presidente francês Nicholas Sarkozy - está sendo investigado por tráfico de cocaína.
Aqueles leitores que ainda estão se perguntando quando todas as prisões de gangsters khazarianos começarão, precisam entender que mesmo agora, o processo está em andamento, embora de uma forma dolorosamente lenta.
Já vimos reis e papas se demitirem na Europa e, agora, estamos vendo governantes americanos da máfia khazariana sendo derrubados. Este processo continuará, até que esteja concluído.
No entanto, não devemos subestimar o poder da mafia khazariana ou da sua contínua confiança na sua capacidade de controlar o futuro deste planeta.
* Capa da “The Economist” para 2016 *
Os Rothschilds, por exemplo, mais uma vez lançaram sugestões de seus planos para o futuro, através de sua principal publicação – “The Economist” cuja capa, repleta de previsões ocultas para 2016 foi publicada, como pode ser vista aqui: 
https://stateofthenation2012.com/wp-content/uploads/2015/12/CVGYpU3XIAAV10w.jpg
Eis uma análise preliminar do que os Rothschilds antecipam.
À esquerda da imagem pode ser visto um presidente Obama franzindo a testa, rodeado por um sorridente primeiro-ministro, Shinzo Abe, do Japão e um sorridente presidente Xi Jinping, da China.
A implicação, é que eles não veem a mudança americana para a Ásia indo bem.
Em seguida, nota-se um objeto OVNI com uma tigela de macarrão sobre ele. A tigela de macarrão apresenta um mapa do mar do Sul da China com uma bandeira chinesa em cima dela.
A implicação é que a China irá se apoderar dessa área.
No canto inferior direito, pode ser visto um bebê empurrando um globo passando os anos de 1987, 1993, 2000 e 2008. Cada um destes anos, viu um grande colapso do mercado, indicando que esperam outro tal colapso em 2016.
Na verdade, o colapso dos títulos podres, o petróleo, o Baltic Dry Index e outros indicadores, tornam óbvios a qualquer um que esteja prestando atenção de que uma crise como a de  Lehman, ou de maior porte já começou.
Numa parte não publicada da foto de capa da The Economist, pode ser visto um demônio segurando uma maleta, claramente esperando ganhar um montão de dinheiro com este colapso.
No centro da imagem, pode ser vista uma mulher sorridente, segurando um telefone celular e olhando para primeiro-ministro britânico David Cameron, enquanto no meio deles, pode ser vista uma figura de algo, como um talibã.
A implicação disso é que algum tipo de encenação de um grande ataque como o de Paris, pode acontecer em Londres em 2016.
Há muito mais a ser visto nesta imagem, mas que, por agora, só iremos mencionar que existe uma imagem de um conquistador espanhol no topo de um pagode asiático no centro, ao fundo da imagem.
Isto parece implicar que pressentem que o Ocidente irá, de alguma forma conquistar a Ásia, a partir de 2016.
Finalmente, esta semana, podemos informar que perto de 200 chefes de Estado assinaram um acordo em Paris para começar a reduzir as emissões de carbono.Todos sabemos que o carbono não está aquecendo o planeta.
No entanto, o ponto interessante é que alguém teve o poder de juntar 200 chefes de Estado, passando semanas em Paris, para chegar a tal acordo.
Quem seria ele?
Também é digno de nota, sob um um ângulo positivo, que os países ricos são, pelo menos, promissores na  ajuda do pagamento dos países em desenvolvimento com US $ 100 bilhões por ano, para reflorestar e introduzir a infraestrutura de energia sustentável.
Quem controla esses 200 chefes de estado, pelo menos está disposto a fazer o serviço de instalação do bocal para proteger o meio ambiente.
Que isso seja suficiente para manter suas cabeças fora da guilhotina, é o que veremos.
 
Autor: Benjamin Fulford
Fonte secundária: https://conspireplanet.blogspot.com.br/
https://geopolitics.co/
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
https://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2015/12/benjamin-fulford-governo-canadense.html


Esforço Combinado


 
Benjamin Fulford - 04.01.2016

"Um esforço combinado está em andamento para

acabar, neste ano, com o regime da máfia khazariana"
 

A situação geopolítica atual, especialmente no Oriente Médio, Europa e Estados Unidos, é tal que, está mais do que pronta para uma mudança de regime.
O maior evento de 2016 bem que poderia ser a queda do governo da máfia khazariana, nos Estados Unidos.
Com esta fonte primária do mal e da guerra destituída do poder, a paz mundial, em 2016, também poderá ser possível. No entanto, isso não pode ser feito observando passivamente os acontecimentos mundiais; este ano, todo o mundo deve fazer todo o possível para assegurar a libertação planetária.
O regime de Washington DC, que usa Obama como seu fantoche e porta-voz, está profundamente dividido, embora, ainda muitos apoiem o regime de Obama.
No entanto, o fato é que em 11 de março de 2011 este regime presidiu o massacre em massa de inocentes no Japão.
Aqueles americanos que consideram o assassinato de estrangeiros como política externa legítima, devem se lembrar de que este regime não processou nenhum dos responsáveis pelo assassinato de milhares de americanos, em 11 de setembro de 2001, nem falou a verdade sobre este evento.
Da mesma forma, este regime não atuou de nenhuma forma na prisão dos criminosos de Wall Street, responsáveis por fraudes de  trilhões de dólares, que empobreceu a maioria dos americanos.
O governo russo também tem pública e oficialmente acusado a máfia khazariana que, ilegalmente, tomou o poder nos EUA, de estabelecer instalações de guerra biológica por toda antiga União Soviética.
Quando tais acusações são feitas por intermédio de diplomacia pública, é um sinal de que o acusador está pronto para provar suas acusações.
Nas forças armadas dos EUA, os Chapéus Brancos também confirmaram a criação desses laboratórios de guerra biológica.
Estas instalações foram criadas, como parte de um plano para fabricar doenças, fome e a guerra, para eliminar 90% da população mundial.
Portanto, não se enganem que, apesar de tentar colocar um rosto relativamente benigno no poder, a máfia khazariana governante dos EUA, foi pega em flagrante, tentando assassinar bilhões de pessoas.
Isso significa que, praticamente, estão tentando matar todos que estão lendo essas linhas, além de seus amigos e suas famílias.
A maioria dos cidadãos do mundo é pacífica e relutante em se envolver em atos de violência.
No entanto, o fato de quando alguém está tratando matar sua família, legalmente lhes da autorização mata-los em legitima defesa. Deixar de enfrentá-los para defender suas famílias constitui-se em um delito.
A Sociedade do Dragão Branco e seus aliados estão no processo de luta contra esse bando genocida.
Como parte disso, na próxima semana, formalmente, irá exigir a Chodoin Daikaku, o responsável por algumas das maiores sociedades de artes marciais do mundo, aos chefes de organismos de inteligência e militares de todo mundo que atuem em legítima defesa e destruam de uma vez por todas essa genocida máfia  khazariana.
Muito já foi feito, especialmente, no Oriente Médio, onde todas as forças aéreas mercenárias khazarianas, como as da Turquia, Israel e Síria, foram inutilizadas por uma aliança entre russos, chineses e Chapéus Brancos do Pentágono.
De acordo com o Pentágono e fontes chinesas, a China aprovou uma nova lei antiterrorista, que permitirá que seus agentes cacem bandidos khazarianos em qualquer lugar do mundo "em conjunto com as forças especiais americanas e russas".
Os chineses já enviaram forças especiais para a Síria, perto da fronteira de Israel, nas Colinas de Golã, segundo essas fontes.
A Rússia, Chapéus Brancos do Pentágono e forças especiais chinesas, na Síria, no Iraque e em outros lugares, estão ativamente caçando e matando israelenses, turcos, sauditas e, "até mesmo ianques do lado errado", dizem fontes do Pentágono.
Os chineses, também, estão tomando um interesse especial em caçar os Uigures, que operam na Síria e no Iraque.
Os regimes khazarianos, adoradores de satanás, da Turquia e Arábia Saudita, agora estão em apuros.
A Arábia Saudita, na semana passada, basicamente, "assinou sua própria sentença de morte", com a execução do popular Xiita Imam Nimr al-Nimr, de acordo com agentes da CIA.
O mundo real muçulmano não se esqueceu do massacre do regime Saudita, no Hajj (Peregrinação à Meca), no ano passado.
Desse modo, reconhecem que o regime saudita não está apto para proteger a Terra Santas islâmica.
Essa é a razão da Arábia Saudita fazer uma chamada para uma aliança "antiterrorista" de 34 nações islâmicas, que só terá, na melhor das hipóteses, palavras elogiosas.
Já foi decidido que a Arábia Saudita será dividida e, é apenas uma questão de tempo, antes que o rei Salman e seus adjuntos estejam com suas próprias cabeças no cepo do carrasco, disseram.
Enquanto isto, a Turquia está assistindo seus planos de recriar o Império Otomano falharem miseravelmente.
O Curdistão, incluindo uma grande parte da Turquia, está a caminho de se converter em numa nação independente, desfazendo uma das maiores injustiças da Primeira Guerra Mundial.
Na própria Turquia, os problemas econômicos, incluindo uma moeda fraca, inflação, queda das receitas provenientes do turismo e escassez de mercadorias, está criando condições para um golpe militar, dizem fontes do Pentágono.
Por sua vez, os russos, estão pensando seriamente numa grande invasão por terra da Turquia e Arábia Saudita, como uma maneira de acabar com a heresia radical islâmica e do terror sem fim que produz, de acordo com fontes do FSB da Rússia.
A Igreja Ortodoxa Russa, o poder real na Rússia, agora apoia esta guerra santa como necessária para a defesa do Cristianismo e do verdadeiro Islã. Considerando que os militares dos EUA não irão lutar contra a Rússia para defender o atual regime turco, a OTAN não será obstáculo para tal movimento.
Também há uma limpeza muito eficientes de agentes khazarianos acontecendo na Líbia e Nigéria.
Na Nigéria, o exército dos Estados Unidos ajudaram as forças locais a derrotar o Boko Haram.
O nome "Boko Haram", aliás, significa "os livros são proibidos", que nos diz que tipo de pessoas elas são.
Na América do Sul, uma caça humana está em andamento contra o homem de confiança de Bush/Clinton envolvido em narcóticos, "El Chapo". Esta é parte da atual campanha para cortar todo o dinheiro da droga, que tem apoiado os mafiosos khazarianos e seus megabancos.
O Brasil, também despertou para os perigos representados pelos khazarianos e cancelou um acordo de 2 bilhões e duzentos milhões de dólares feito com uma empresa israelense para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos.
A empresa envolvida, a Segurança Internacional e Sistemas de Defesa, têm sido associada a esquadrões da morte das ditaduras sul-americanas.
Os brasileiros também estão plenamente conscientes de que esta empresa israelense, a Magna BSP, foi cúmplice no ataque nuclear terrorista e tsunami de 11.03.2011, contra o Japão.
Fontes da a sociedade secreta asiática dizem que agentes de inteligência chineses do ministério de segurança do Estado, também estão agora nos EUA, Israel e em outros lugares em busca de vingança pelo ataque com uma  microbomba nuclear na cidade de Tianjin, no verão passado.
Também, dentro dos EUA, pode-se observar a rápida perda de poder da máfia khazariana de muitas maneiras.
Por um lado, o porta-voz presidencial da Corporação dos  EUA, Barack Obama, foi forçado pelos Chapeus Brancos do Pentágono a recuar das sanções sobre mísseis que havia anunciado contra o Irã.
Além disso, a mídia corporativa nos Estados Unidos está sendo obrigada pelos Chapéus Brancos do Pentágono e agências de divulgar as batalhas anti-khazarianas acontecendo dentro da estrutura de poder dos Estados Unidos.
Um resultado disso foi o artigo amplamente divulgado de Seymour Hersh, dizendo (como este boletim vem relatando em detalhes) que os militares dos EUA estavam desafiando as políticas do "establishment" político de Washington DC no Oriente Médio. Vejam o que fontes do Pentágono dizem que Rupert Murdoch Marduk:
Ele foi obrigado a publicar um relatório no Wall Street Journal, sobre a batalha em andamento entre a NSA e os khazarianos e, que isso inclui que a NSA está espionando membros do Congresso que trabalham para máfia khazariana.
O regime controlado pela máfia khazariana de Israel, tardiamente despertou para o fato de que eles estão perdendo o controle dos EUA e que o resto do mundo, desde há muito tempo se tornou prudente, acerca de seu comportamento antissocial, a nível internacional.
Foi por isso que, quando Israel tentou representar uma falsa bandeira em Tel Aviv, na semana passada, para fazer parecer que também estava "sob ataque do ISIL", absolutamente ninguém se deixou enganar.
O governo israelense começou a ler o que está escrito na parede, de modo que recentemente tentou se distanciar de seus aliados turcos e sauditas.
O aparato de segurança israelense reconhece que, com a perda do apoio dos EUA, a sobrevivência de Israel dependerá da vontade de quem ganhar a batalha em andamento no Oriente Médio.
Atualmente, isso provavelmente significa que os israelenses terão que começar a se curvarem para a Rússia.
Em qualquer caso, os futuros regimes de Israel, Arábia Saudita e Turquia estão em jogo durante o próximo ano.
No decorrer deste ano, o futuro da Europa, também estará cada vez mais ligado à Rússia, na medida em que os militares dos EUA não estejam dispostos a lutar uma guerra com a Rússia em favor dos Rothschild.
A elite khazariana europeia já cortou seus laços com os americanos e aceita a adesão ao Banco Asiático de Investimento e Infraestrutura, inspirado pela China (BAII).
No entanto, a verdadeira pergunta para 2016 continua ser: O que irá acontecer na guerra financeira de alto nível que foi travada nos últimos anos?
Nesta frente, o mais recente desenvolvimento vem do governo japonês que decidiu se juntar secretamente ao Banco Asiático de Investimento e Infraestrutura, inspirado pela China (BAII), segundo dizem agentes do BAII (dirigidos pelo Japão), nas Filipinas.
Se isso acontecer, os governantes financeiros khazarianos de Wall Street e Washington DC serão isolados e enfrentarão a derrota final.
Durante o final do ano, a loja maçônica P2 do Vaticano e os comunistas chineses solicitaram ajudada a SDB para negociar a rendição dos mafiosos financeiros khazarianos.
A SDB está insistindo num Jubileu (um cancelamento de todas as dívidas públicas e privadas), a redistribuição dos ativos ilícitos khazarianos e a criação de uma Agência de Planejamento do Futuro meritocrática.
A SDB, também insiste que de forma transparente, seja disponibilizada uma quantia de, pelo menos, 7 trilhões de dólares para o financiamento de uma campanha maciça para acabar com a pobreza, deter a destruição ambiental e futuramente estabelecer a humanidade no caminho de uma expansão exponencial.
Enquanto a rendição dos khazarianos não for concluída, a SDB e seus aliados continuarão sua ofensiva multidimensional.
 
Autor: Benjamin Fulford
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

https://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2016/01/benjamin-fulford-um-esforco-combinado_6.html

 

 

Contato

Mestre Adama de Telos
 

 

                

INDIGOS

* Reconheço que tenho um lugar no plano divino, onde me encaixo perfeitamente e o estou ativando agora!

* Reconheço e aceito o potencial que a Terra tem para apoiar meu crescimento espiritual e me disponho a cooperar com ela de todas as maneiras possíveis agora!

Jomarion... Simbolo Geométrico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novo catálogo

Este catálogo está vazio.

Etiquetas

A lista de etiquetas está vazia.