Lésbicas na TV

07/04/2015 20:59

“Gayzismo” é o nome correto para a reportagem abaixo

Incentivar sexo entre homens ou entre mulheres é uma das principais “agendas da elite escura” pois assim as familias vão desaparecer e as crianças que porventura ainda nasçam no futuro serão educadas (deseducadas) pelo Estado.
Esta estratégia faz parte de um grande plano de despopulação da Terra.
Mas cuidado, se voce for contra o “lobby gay” na sociedade mundial (principalmente no Ocidente) poderá ser preso e acusado de “homofobia”, pois os “Iluminatti” compraram a Justiça deste mundo para legislar para eles.
Se voce esta lendo isto é é homossexual saiba que você e seus iguais estão sendo “usados pela cabala escura planetaria” para implantar “gayzismo” na sociedade global (incentivo através de “mídia”, kits escolares, do estilo gay ou lésbica de ser, como um comportamento legal, bacana, glamouroso e comum). 
Respeitar homossexuais é uma coisa...  Incentivar jovens, adolescentes e pessoas indecisas a assumir um determinado comportamento homossexual estipulado pela “midia má” é um crime contra a Humanidade (no rastro disto vem também... pedofilia, abusos de meninas e meninos, prostituição generalizada, pornografia desmedida, tudo carimbado como “legal” através de pseudo-celebridades da “industria satânica do entretenimento”).
Desde a decada de 80 tem-se batido bastante na tecla da “pornografia e sexo irresponsavel e degradante”, depois veio a onda “gay” focado nos homens e agora a tecla a bater é “lesbicas”, a proxima tecla a ser batida será a da “pedofilia” (já tramita no congresso americano lei que torna a pedofilia um “desvio psicológoco – mais uma doença a ser tratada com drogas da psiquiatria -  portanto não será mais crime!)
Conclamo a todos para um amoroso mas sonoro NÃO! 
Esclareço que este blog não é “homofóbico” e nem “religioso”!
Vamos a trechos da materia em questão ...
Jomarion

Personagens lésbicas na TV americana chegam a número recorde

(Jomarion... Esta é uma tendência que se repete no Brasil, escancaradamente no Globo, e na TV Latina também,  mexicanos têm saido às ruas contra a Televisa – a Glogo do México – bem como em outros paises latinos ou não. Tudo tão óbvio!)
 

Enquanto a novela “Babilônia”, da Rede Globo, vem sendo alvo de protestos por conta do casal de lésbicas interpretado pelas atrizes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg (melhor seria dizer quer o povo brasileiro está farto de gays e lésbicas ditando regras nas novelas e que é lamentavel ver as duas “damas da dramaturgia brasileira” serem expostas a  este ridículo” , nos Estados Unidos as personagens lésbicas se expandem dentro das tramas de seriados e sitcoms da TV aberta e a cabo. No momento, mulheres gays aparecem em mais de uma dúzia de programas.  Elas são advogadas, policiais, presidiárias, donas de casa, secretárias, DJs e médicas... 

Para discutir o atual “boom” de personagens lésbicas na TV, o Baixo Manhattan conversou com a “premiada” jornalista Merryn Johns, editora da Curve, a revista lésbica de maior circulação no mundo.

P: São inúmeros os seriados da TV americana no momento com personagens lésbicas em suas tramas. Existe alguma razão por trás da decisão de executivos das emissoras, e produtores e roteiristas desses programas estarem mais abertos a caracterizações de mulheres gays?

Merryn – O progresso do movimento LGBT (termo usado para designar lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros) é muito forte nos Estados Unidos e isso teve que ser refletido nas emissoras de rede abertas e a cabo, que se tornaram uma espécie de espelho da cultura contemporânea. As histórias na TV chegam em ciclos a cada temporada, e esses ciclos exigiram personagens LGBT porque eles são novidade.  (para disseminar “idéias e comportamentos” usa-se o braço direito da elite das trevas – a industria do entretenimento).

P: Apesar de os programas incluírem dezenas de personagens gays, existe um estereótipo na caracterização dos homens gays. Algo que não acontece com as lésbicas na TV, em sua maioria apresentadas como personagens mais nuançados e sérias. Qual seria a razão disso?

Merryn: Lésbicas são tipicamente caracterizadas de um maneira emocional mais plena. Elas se preocupam umas com as outras, com os familiares, e com os filhos delas. Lésbicas são mulheres em primeiro lugar, e a parte gay vem em seguida (vejam que descrição “tendenciosa” lesbicas são muito melhores que as outras mulheres!)  

Ler na integra... https://baixomanhattan.blogfolha.uol.com.br/2015/04/05/personagens-lesbicas-na-tv-americana-chegam-a-numero-recorde/

 

Contato

Mestre Adama de Telos
 

 

                

INDIGOS

* Reconheço que tenho um lugar no plano divino, onde me encaixo perfeitamente e o estou ativando agora!

* Reconheço e aceito o potencial que a Terra tem para apoiar meu crescimento espiritual e me disponho a cooperar com ela de todas as maneiras possíveis agora!

Jomarion... Simbolo Geométrico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novo catálogo

Este catálogo está vazio.

Etiquetas

A lista de etiquetas está vazia.